top of page

Acompanhamento psicológico: quem mais precisa durante o processo de reprodução assistida?

Depende de cada caso!


O acompanhamento pode se destinar à mãe ou pai solo, à pessoa que fará cessão temporária do útero, e a todo tipo de casal com infertilidade ou que realizará procedimentos assistidos para formar famílias.


Cada história guarda suas particularidades, alegrias, desejos, sofrimentos, seus encontros e desencontros. De acordo com a nossa psicóloga, Claudia Concolatto, o importante é que os envolvidos permitam serem acolhidos, escutados, e que se sintam encorajados a manifestar o desejo do acompanhamento psicológico ou que pensem nessa possibilidade quando for uma recomendação médica ou mesmo uma sugestão de pessoas próximas.

5 visualizações0 comentário

Comments


icone-whatsapp-contato
bottom of page